Marketing de conteúdo para vendas

Publicado por CapsExpress em

marketing de conteúdo para vendas

Olá leitor. Se você acessou essa página, é porque você ainda tem algumas dúvidas sobre como fazer um marketing de conteúdo para vendas e como implementá-lo na sua empresa. Bom, nesse post nós vamos abordar de maneira mais prática o marketing de conteúdo.

Ferramenta obrigatória

O marketing de conteúdo pode ser usado como uma excelente ferramenta para aumento de vendas. Tendo em vista que, hoje o consumidor exige muito mais do que um produto, mas também uma marca que gere valor para quem consome.

Quando fazemos buscas e mecanismo de pesquisa no YouTube ou Google, podemos perceber que os primeiros resultados são páginas que tem maior autoridade sobre o assunto. Quando você aborda o seu consumidor, sendo uma das maiores autoridades sobre o assunto, isso significa que você, provavelmente, tem o melhor produto para a “dor” do seu cliente.

Isso faz com que o seu cliente entenda que somente seu produto e a sua empresa conhece as dores dele e vai conseguir aliviá-lo, porque você tem autoridade no tópico.

A publicidade de interrupção por vezes, pode se tornar irritante e fazer com que o cliente fique averso ao seu produto e sua marca. Entretanto, o marketing de conteúdo faz com que o cliente, quando consumir o seu produto, o consuma de uma maneira gratificante sempre com muitos motivos relevantes. Principalmente pelo motivo de seu marketing de conteúdo ter ajudado ele, no passado.

Quando postar o conteúdo?

O conteúdo deve ser gerado principalmente quando aquele questionamento se torna uma hype (assunto do momento). Postar conteúdos que não são hype, principalmente na falta de hype do seu nicho, não é algo prejudicial a sua marca. Lembre que se você for o primeiro a falar sobre o assunto e tiver uma boa peça para ranquear, quando a pessoa procurar por esse assunto você será o primeiro resultado. Devido o seu conteúdo, terá mais sessões inicialmente e será mais bem elaborado, sem necessidade de ser feito com pressa para seguir a hype

Ferramentas para busca de hype:

Como me comunicar?

A “linguagem” é tão importante quanto qualquer outro aspecto da sua publicação. Você não consegue conversar com uma mãe ou um pai de família da mesma maneira que você, conversa com um jovem. A linguagem é muito relevante para sua audiência. Você pode analisar que esse tipo de comunicação provavelmente está errada quando, ao observar alguém da sua audiência, a linguagem dela não condiz com a linguagem de apresentação do seu conteúdo.

Outra maneira de observar essa falha do conteúdo é o tempo que as pessoas gastam em cada página de conteúdo. Você pode fazer isso pelo Jetpack ou Google Search Console. Lá, você verifica a taxa de rejeição do público e também o tempo que as pessoas ficam naquela página do blog.

Pesquisando onde está meu cliente?

Agora, nós vamos abordar sobre um tópico importante: onde está o seu consumidor?

Existem muitos estereótipos de onde as pessoas consomem o seu conteúdo, por exemplo: empresários estão no LinkedIn, adolescentes estão no Instagram, figuras públicas estão no Twitter e etc.

O que você deve frisar para procurar onde está o seu público alvo é a análise demográfica dos seguidores, das suas contas ou contas concorrentes em cada rede social. Você também pode fazer uma análise demográfica da rede social. Isso ajuda muito na identificação da sua principal rede de comunicação com seu público.

Perfis profissionais estão em alta no LinkedIn, principalmente porque a plataforma foi criada para isso. Porém, não exclui o Facebook, Instagram e YouTube como boas plataformas essenciais para o marketing B2B

Como você se comunica dentro dessas plataformas, também é um fator de engajamento do público e redução de rejeição. Porque quando uma pessoa abre uma plataforma diferente de outra, ela tem a expectativa de uma linguagem diferente entre elas.

As redes sociais são como um canal de comunicação social e dentro dessa comunicação social existem vários “lugares” diferentes. Assim como o seu linguajar, a sua postura muda. Quando você vai em uma academia e quando você vai a uma biblioteca, por exemplo. Da mesma maneira, o comportamento das pessoas mudam de rede social para rede social. Dessa forma, é muito provável que o consumidor do B2B esteja no LinkedIn mas também no Instagram. Porém, a maneira como ele se comunica dentro de cada rede social é diferente. O ideal é você excluir os estereótipos e cair dentro das pesquisas.

O que postar?

Uma das perguntas que mais recebo é sobre o que postar e o que criar  em termos de conteúdo. Neste caso, sobre qual assunto desenvolver.

Não devemos criar conteúdos irrelevantes, sem importância, para nossa audiência. Todo e qualquer conteúdo pode e deve ser pensado e planejado antes de postado. O problema de conteúdos pouco relevantes, é a perda de tempo. Enquanto você perde seu tempo escrevendo um tópico de interesse médio ou baixo, o seu concorrente pode estar desenvolvendo uma peça de conteúdo extremamente relevante e importante que conduzirá a audiência para ele.

Uma das boas maneiras de se fazer uma pesquisa sobre conteúdo a produzir, é usar o Google Pesquisas Relacionadas. Quando você digita alguma palavra chave o Google coloca uma lista com alguns assuntos que estão relacionados aquela palavra chave. Aqueles assuntos podem se tornar tópicos e títulos dos seus artigos, vídeos, posts e tweets.

O YouTube também tem pesquisas relacionadas e pelas pesquisas relacionadas do YouTube seria uma melhor estratégia para produzir peças de conteúdos específicos para o seu canal.

Como o marketing de conteúdo pode agregar na minha empresa?

Já imaginou gerar credibilidade, autoridade e conquistar fatias inteiras de mercado, apenas pelo marketing de conteúdo? Isso não é um mito. Empresas que postam conteúdos relevantes atraem mais clientes e isso é visível.

Se gostou da publicação, quer entender mais sobre marketing digital e marketing de conteúdo, se inscreva em nossa lista de e-mail!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *