fbpx

Como fazer o planejamento do fluxo de caixa

Publicado por CapsExpress em

Ter o controle da entrada e saída dos valores financeiros de uma empresa, é complicado. Porém, extremamente importante.

Através desse planejamento, temos o controle dos valores que entram e saem do financeiro da empresa. Isso contribui para o conhecimento da real situação em que o caixa se encontra. É essencial saber os detalhes da circulação dos montantes em dinheiro, assim sendo importante para o desenvolvimento do seu negócio.

Aqui vamos te mostrar do se trata o planeamento do fluxo de caixa, como fazer, quais os tipos e ainda qual a importância dessa tarefa para a empresa.

O que é?

O fluxo de caixa é uma ferramente de gestão financeira bastante utilizada pelos gestores de administradores de empresas. Ele tem como objetivo, verificar os valores que circulam no empreendimento. Dessa forma, se torna importante na tomada de decisões dos empreendedores.

Como fazer?

Fazer o planejamento do fluxo de caixa é uma tarefa super importante, como citamos acima. Por isso, necessita-se de atenção, assim como, algum responsável qualificado para a determinada função.

O fluxo de caixa sempre vai partir de um saldo inicial, que é a quantia disponível no caixa da empresa no momento. Esse valor não considera ativos como contas a receber, mas somente o dinheiro na conta.

Abaixo, citamos alguns passos para que você compreenda melhor o assunto:

Anotações

A base para qualquer ferramenta de controle financeiro é fazer uma planilha com o registro de todas as entradas e saídas de dinheiro que acontecem na empresa. Dessa forma, anote o saldo inicial no começo do dia e depois registre todas as movimentações que ocorrem em diante.

No dia seguinte, em uma nova planilha, você começa o fluxo de caixa. A partir do saldo inicial, você reduz as despesas das receitas, obtendo o saldo operacional, que será somado ao inicial, resultando no saldo acumulado.

Projeção

Em seguida, basta completar a planilha com os dias que estão por vir. Para isso, você vai considerar as despesas que você sabe que virão e a projeção de dinheiro recebido pelas vendas.

Nos dois casos, você deve registrar o evento na data que o dinheiro efetivamente sai ou entra na conta, e não quando a transação é firmada.

Atualização

Ao passar dos dias, você deve atualizar as linhas que já foram completas na planilha com o saldo efetivo. Como essa mudança terá influência no resultado do saldo dos demais dias, você precisa utilizar fórmulas na planilha que somam automaticamente os valores.

Quais os tipos?

  • Fluxo de caixa operacional: ele é gerado pelas receitas e despesas de uma empresa em determinado período. Responsável por demonstrar os resultados obtidos na empresa e a variação no capital de giro.
  • Fluxo de caixa direto: trata-se do método mais utilizado pelas empresas. Ele registra os recebimentos e pagamentos das atividades operacionais. Isso, sem realizar qualquer desconto e considerando a forma bruta dessas operações.
  • Fluxo de caixa indireto: não se baseia diretamente nos tipos de fluxo de caixa, mas sim nos lucros e prejuízos do exercícios apontados no Demonstrativos de Resultados do Exercício (DRE), ajustados por itens econômicos como depreciação, amortização e variações nas contas patrimoniais.
  • Fluxo de caixa projetado: é uma estimativa que permite ao empreendedor planejar suas próximas iniciativas referentes ao negócio com base nos resultados obtidos.
  • Fluxo de caixa livre: mede a capacidade que a empresa tem de gerar capital em curto, médio e longo prazo. Para isso, ele indica o saldo da comparação com o fluxo de caixa operacional.
  • Fluxo de caixa descontado: também conhecido pela sigla FDC, é um cálculo que determina o valor de uma empresa e, portanto, costuma ser utilizado no processo de compra e venda de uma companhia ou em caso de fusões, para avaliar o retorno do capital investido ou na captação de investidores.
  • Fluxo de caixa para investimentos: esse tipo de fluxo de caixa precisa acompanhar todas as movimentações financeiras realizadas para gerar resultados positivos e acumular riquezas. É válido lembrar que dinheiro parado não traz benefício algum para o negócio, por isso, esse documento precisa ser constantemente atualizado em relação às atitudes tomadas.

Qual é a importância dessa ferramenta?

Essa ferramenta pode ser utilizada de várias maneiras para otimizar a gestão financeira. Por isso listamos algumas dicas de como ela pode auxiliar no seu negócio.

  • Auxilia no gerenciamento de gastos;
  • Assegura seu controle financeiro;
  • Garante um planejamento financeiro;
  • Apoia no processo de tomada de decisão.

Cadastre seu e-mail e seja um cliente da CapsExpress!

A CapsExpress é uma fabricante de encapsulados para “marcas próprias”. Crie a sua marca e terceirize a industrialização conosco!

Aproveite e baixe o nosso e-book: Como criar um produto físico


1 comentário

Por que os negócios fracassam? – Capsexpress Indústria · 25 de setembro de 2019 às 09:50

[…] Você deve saber aonde irá aplicar o seu dinheiro. Saiba que 29% do casos, é um dos grandes erros responsável pelo fracasso das empresas. A aplicação deve ser feita com muito critério e planejamento estratégico. É importante que você também faça um planejamento de fluxo de caixa. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *